Comentário de Manuela Synek: 1º Festival de Arte Urbana em Lisboa abre portas a céu aberto

09.05.2016

Durante os próximos quinze dias vai decorrer o 1º Festival de Arte Urbana organizado pela Galeria de Arte Urbana em parceria com a Freguesia de Carnide. A divulgação da vasta programação do Festival foi apresentada pelo Centro Cultural de Carnide e nessa ocasião realizou-se uma visita geral ao território incluindo um mural feito por um artista local na fachada do Clube de Futebol Os Unidos.

 

O Muro envolve criadores nacionais e internacionais de inegável prestígio. O evento aberto à população reúne um conjunto de iniciativas do mundo da Street Art tendo como epicentro o Bairro Padre Cruz. Foram convidados como curadores um coletivo de nomes ligados ao universo de arte de rua.

 

O local escolhido foi oportuno dado que é da mesma freguesia onde irá ser construído o Parque Urbano onde renascerá a Feira Popular. Este lugar oferece condições propícias no plano urbano e arquitetónico onde existe um tecido social diversificado particularmente favorável a este Festival.

 

Paula Marques (Vereadora da Habitação) lembrou que esta zona é o maior bairro municipal de habitação da Península Ibérica. Investir neste território é valorizar nas pessoas que cá vivem sublinha o Presidente de Carnide. É um projeto pertinente que contribui para aproximar os residentes, dar mais vida criativa a um bairro, algo arredadas da centralidade urbana. A ideia é que a expressão de arte urbana nas suas diversas valências possa fazer parte de uma cultura artística dando largas à imaginação com as devidas regras.

 

Manuela Synek é historiadora e crítica de arte. A autora escreve, por opção, ao abrigo do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

TAGS: Comentário , Manuela Synek , espaço urbano , 1º Festival de Arte Urbana em Lisboa
Vai gostar de ver
VOLTAR