Comentário de Manuela Synek: Posters expostos em Xabregas numa zona em transformação

15.07.2016

Xabregas e Marvila acolheram a 1ª edição do Poster do formato cartaz ao ar livre nas fachadas de edifícios degradados desta zona. Aliás este local irá sofrer brevemente profundas alterações tanto no plano urbanístico como no nascimento de um pólo criativo, numa aposta às indústrias do Séc. XXI; por forma a permitir a regeneração da parte oriental da cidade.

 

Esta área através do eixo Santa Apolónia/Braço de Prata necessita de um forte empreendorismo com vista a mudar o percurso das fábricas que se encontram desativadas e fechadas. Constitui uma primeira forma de atrair e trazer pessoas a este espaço, tornando-se apelativo através deste meio de comunicação no atual momento de transição, surgindo para encurtar a distância entre os criativos e a população local.

 

É uma iniciativa da Agência Criativa Departamento. A intenção é dar vida aos edifícios, outrora abandonados. São trabalhos de um conjunto multidisciplinar de 25 criadores de diferentes formações onde se combina um diálogo entre a imagem e a palavra de escritores de renome. Cada autor teve a liberdade de realizar uma proposta num jogo acertado entre o ícone e a escrita.

 

Um dos conceitos é contrariar a ideia de que neste suporte, a imagem prevalece ao texto quando este desempenha um papel determinante. Outros debruçaram-se numa visão mais industrial em adequação ao meio; desejando que os cartazes envolvidos na paisagem urbana desapareçam naturalmente nessas paredes sujas que fizeram parte do cenário como ponto de partida.    

 

Manuela Synek é historiadora e crítica de arte.

TAGS: Comentário , Manuela Synek , espaço urbano
Vai gostar de ver
VOLTAR