Comentário João de Jesus Ferreira:"Iluminação LED – A má escolha em função do preço"

11.11.2015

Na sequência do meu comentário de 2 de Outubro de 2015 e ainda sobre o tema “custos de aquisição”, recordo que um aspecto referido tem a ver com a qualidade e a adequabilidade das lâmpadas LED.

Neste comentário irei tecer algumas observações sobre a má escolha, quando é feita tendo como único critério o preço. Neste caso, em particular, o ditado popular “o que é barato, sai caro, e o que é bom, custa dinheiro” aplica-se quase na sua íntegra.

 

Existe todo tipo de LED no mercado, e considero que a generalidade é de baixa qualidade. A maioria das lâmpadas LED existentes no mercado (cerca de 98%) são fabricadas na China (que fabrica para quase todas as marcas do mundo). Uma mesma fábrica na China oferece produtos de várias categorias e preços, daí a importância de se exigir ao fornecedor um desempenho adequado às exigências da utilização.

 

Os aspectos mais significativos têm a ver com as horas de vida útil (em média 50 000 horas) e a eficiência, que deverá ser superior a 100 lumens/Watt, certificados pelas normas ISO e IESNA.

Assim, ao se proporem escolher um sistema de iluminação LED não deverão fazer a opção pelo preço inicial, pois a probabilidade de ter um custo, a médio prazo, superior é enorme.

Os parâmetros que devem ser validados e comparados, em função da utilização do sistema de iluminação a implementar ou a projectar, são:

  • Vida útil
  • Depreciação do fluxo luminoso, com o tempo de utilização
  • Temperatura de cor
  • Índice de Reprodução de Cor (IRC)

Proponho-me, no próximo comentário falar um pouco mais sobre estes parâmetros, por forma a explica-los de uma forma simples e acessível do leitor não especialista na matéria.

 

João de Jesus Ferreira é engenheiro electrotécnico (IST), mestrado em Política, Economia e Planeamento de Energia (ISEG/IST), é administrador do grupo Vivapower e CTO (Chief Technology Officer) da Vivapower Selfenergy

TAGS: comentário , João de Jesus Ferreira , LED , preço
Vai gostar de ver
VOLTAR