Comentário João de Jesus Ferreira:"Iluminação LED – As características a considerar"

19.11.2015

Na sequência do meu comentário de 5 de Novembro de 2015 e ainda sobre o tema “custos de aquisição”, foi referido que a escolha do sistema de iluminação LED não deverá ser feita tendo como critério principal o preço de aquisição.

Deverão ser tidos em consideração parâmetros que devem ser validados e comparados, em função da utilização do sistema de iluminação a implementar ou a projectar:

 

  • Vida útil
  • Depreciação do fluxo luminoso, com o tempo de utilização
  • Temperatura de cor
  • Índice de Reprodução de Cor (IRC)

 

Proponho-me explicar de forma simples os referidos parâmetros, tornando-os acessíveis ao leitor não especialista na matéria.

 

Vida útil

É definida como o tempo, em horas de funcionamento, em que a lâmpada mantem as suas características de fluxo luminoso até a um limite de 75% do seu valor inicial. 

 

Depreciação do fluxo luminoso

Ao longo da vida útil da lâmpada, é comum ocorrer uma diminuição do seu fluxo luminoso, por motivo da própria depreciação normal do fluxo e devido ao acumular de poeiras sobre as superfícies da lâmpada e do reflector. Este factor deve ser considerado no cálculo do projecto de iluminação, a fim de preservar a iluminância média (lux) projectada sobre o ambiente ao longo da vida útil da lâmpada.

 

Temperatura de cor

Representa a aparência de cor da luz emitida pela lâmpada. A sua unidade de medida é o Kelvin (K). Quanto mais alta a temperatura de cor, mais clara (fria) é a tonalidade de cor da luz.

Luz com temperatura de cor mais suave (quente, até 2500 K) torna-se mais confortável e relaxante, luz mais clara (fria, com temperatura de cor superior a 3000 K) torna-se mais estimulante.

 

Índice de Reprodução de Cor (IRC)

Este índice quantifica o rigor com que as cores são reproduzidas sob uma determinada fonte de luz e, portanto, como as conseguimos identificar com realismo.

A capacidade da lâmpada reproduzir bem as cores (IRC) é independente da sua temperatura de cor. Quando se pretende que a percepção da cor dos objectos seja perfeita, devemos utilizar lâmpadas com boa reprodução de cores, ou seja, IRC acima de 80.

 

João de Jesus Ferreira é engenheiro electrotécnico (IST), mestrado em Política, Economia e Planeamento de Energia (ISEG/IST), é administrador do grupo Vivapower e CTO (Chief Technology Officer) da Vivapower Selfenergy

TAGS: comentário , João de Jesus Ferreira , LED , características
Vai gostar de ver
VOLTAR