Comentário Manuela Synek: "Christian Kerez encerrou em Lisboa o Ciclo de Conferências de Arquitetura"

27.06.2016

O Arqto. e Prof. Suíço, convidado para representar o seu País na 15ª Bienal de Arquitetura de Veneza, a decorrer até Nov., veio encerrar o 2º ciclo de conferências Distância Crítica que se realizou no CCB, numa co-produção da Trienal de Arquitetura, onde intervieram nomes de relevo que tenho vindo a comentar.

 

Antes de assinar projetos e de entrar no universo da arquitetura, fotografava edifícios concebidos por outros, levando-o a pensar que poderia melhor realizar, estando insatisfeito com o que via. Comecei por observar coisas, antes de as construir. Em 93, fundava o seu atelier após ter trabalhado para o Arqto. Rudolf Fontana. Nele existe um interesse pela procura de distanciamento em relação à arquitetura.

 

A área da fotografia continua a exercer para este autor grande influência no seu trabalho. Para ele, torna-se cada vez mais raro um arquiteto promover uma prática profissional somente assente na cultura arquitetónica. Defende uma autonomia da prática profissional que tem caminhado por outras fórmulas.

 

São as ideias-chave que serviram de mote à sua apresentação, onde colocava o desafio de inquirir sobre o impacto da forma na arquitetura. Veio expor a sua metodologia a qual se baseia na investigação, dando a conhecer o seu fascínio pela luz e estrutura enquanto forma.

 

Os seus edifícios desafiam a eficiência exigida do mundo contemporâneo, sem deixar de ser elementar. «Um projeto não se deve relacionar com um gosto pessoal mas com algo geral que todos possam compreender».

 

Manuela Synek é historiadora e crítica de arte.

TAGS: Comentário , Manuela Synek , espaço urbano
Vai gostar de ver
VOLTAR